Enem 2019 terá mudanças no layout da prova

O carnaval já passou e agora milhões de estudantes voltam sua atenção para a preparação para o maior exame de seleção do Brasil, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). E nesse caminho, há muito o que se dedicar para alcançar uma boa nota no exame, que abre inúmeras oportunidades para os estudantes no país e mesmo no exterior, como em Portugal.

prova enem

A edição do Enem neste ano terá mudanças, pelo menos no layout da prova. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), as provas terão uma nova diagramação no Enem 2019. A expectativa é de que se consiga economias com essa mudança. A prova não terá mais folha de rascunho, mas os cadernos de cada área de conhecimento terão um espaço em branco para apoio na elaboração de cálculos e, principalmente, para rascunho da redação.

Leia também: Os conteúdos que mais caem nas provas do ENEM

De acordo com o órgão do governo responsável pelo exame, essa simples mudança implicará em uma importante e significativa economia com papel e impressão. Mas as mudanças não param por aí. Serão realizadas alterações na forma de se obter os dados biométricos dos estudantes, sendo coletados com uma pequena esponja que permite a coleta da digital e pode ser utilizada mais de três mil vezes. Até o Enem 2018 a coleta da digital dos candidatos era feita com uma lâmina de grafite, individual, gerando gastos muito maiores.

Além disso, a expectativa do governo é de que a capacitação dos colaboradores envolvidos no processo de seleção nos dias das provas (fiscais e demais aplicadores) será realizada principalmente a distância, reduzindo o tempo e gastos com a capacitação presencial Isso gera uma economia enorme, uma vez que são mais de 500 mil pessoas trabalhando na aplicação das provas em dois finais de semana. Assim, espera-se cortar gastos com passagem aérea e terrestre, hospedagem, aluguel de salas e auditórios em diversas cidades no Brasil nessa etapa de preparação. No total, é esperado uma economia de um total de R$ 42 milhões nos exames e avaliações de 2019. E é válido mencionar que essa economia se reproduzirá nas próximas edições do exame, aumentando ainda mais a eficiência dos gastos públicos.

Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM 2019

A edição 2019 do Enem será aplicada em dois domingos consecutivos, nos dias 3 e 10 de novembro. De acordo com informações publicadas no início de março, os candidatos terão de 6 a 17 de maio para realizarem as inscrições no exame. Além disso, é importante ressaltar que o período para pedir isenção do Enem 2019 será de 1º a 10 de abril. Nesse mesmo período os candidatos que obtiveram isenção na edição do ano passado mas não fizeram as provas deverão justificar a ausência para que tenham direito à isenção na edição deste ano novamente.

As medidas anunciadas pelo Inep fazem parte do Programa de Redução de Custos e Otimização dos Recursos Logísticos, um dos seis pilares do Programa de Modernização do Inep. O Programa recorre a um modelo de tutoria, no qual consultores externos atuam em conjunto com as equipes internas.

O Inep garantiu que as mudanças não afetarão a qualidade da prova, distribuição, monitoramento ou segurança.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *