5 Dicas de Arquitetura para Restaurante Japonês

Para proporcionar uma experiência completa para seu público, é preciso ir além da
refeição servida. Em um restaurante japonês, a arquitetura e o design precisam ter a
capacidade de levar o cliente para uma atmosfera oriental, condizente com o cardápio.

Confira abaixo 5 dicas para a arquitetura de um restaurante japonês:

Conheça a NeoGourmet, especialista em inovação para arquitetura gastronômica.
Saiba mais aqui!

 

1. Defina a personalidade do lugar

restaurante-japones

A cultura oriental traz uma riqueza de materiais, cores e temas a serem explorados.
Definir qual identidade você deseja que o restaurante tenha é o primeiro cuidado que se
deve ter antes de iniciar o projeto do restaurante. Busque por referências e tome decisões
baseando-se em elementos que você quer que faça parte do seu negócio. Neste momento
vale a pena pensar como cliente, em quais sensações você quer que seu público sinta
dentro do restaurante. Busque harmonizar o ambiente com o cardápio, inovando nos
pequenos detalhes, fazendo a diferença.

2. Busque a funcionalidade

Um bom projeto arquitetônico influencia significativamente no sucesso de um
negócio gastronômico. Além de ter uma estética agradável e convidativa, a funcionalidade é
o que fará com que todos os clientes e funcionários se sintam confortáveis. Para isso, o
arquiteto terá o cuidado de projetar para que os banheiros estejam localizados
adequadamente, que os funcionários consigam enxergar todas as mesas e para que tenha
um bom espaço de circulação onde todos possam se locomover confortavelmente.

3. Atente-se ao uso de cores

Utilizar a famosa “Psicologia das cores” é extremamente importante no conceito
inicial do restaurante. É preciso estudar as cores que serão utilizadas, para entender quais
sensações elas irão causar nos clientes e como elas irão agregar valor no design do
restaurante, procurando sempre se atentar em cada detalhe, harmonizando as cores
definidas com a mobilha do local.

4. Atente-se à iluminação e acústica

Muitos estudos já comprovaram que a iluminação afeta o comportamento das
pessoas de diferentes formas. A iluminação pode direcionar o que chama mais atenção, a
posição do corpo, o humor, e até a direção que escolhemos seguir. Por isso é importante
que a iluminação seja projetada de acordo com o que será mais funcional no restaurante, e
com as sensações que se deseja transmitir aos clientes.

A acústica dos espaços é outro ponto que não pode ser ignorado no projeto do
restaurante. Apesar do “barulho” ser algo desejável em bares, os restaurantes muito
barulhentos não são atrativos para o público. Por outro lado, o silêncio excessivo provoca a
sensação de que as conversas podem ser ouvidas nas mesas vizinhas, o que gera um
desconforto nos clientes. O segredo está em conquistar o equilíbrio.

 

5. Faça a diferença

O projeto de arquitetura é o que fará com que o seu espaço seja diferenciado, mais
convidativo e interessante. Para se destacar em meio a tantos concorrentes, ter uma
identidade atrativa e que chame a atenção do seu público é essencial. Trabalhe em
conjunto com o arquiteto para conquistar o restaurante que você sempre sonhou, e depois
será muito mais fácil conquistar os clientes.

Através do projeto arquitetônico, seu restaurante poderá conciliar o ambiente à
cultura oriental e ao cardápio, oferecendo uma ótima experiência aos seus clientes. Agora
que já conhece mais sobre arquitetura para restaurante japonês, conte conosco para te
auxiliar neste processo!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *