A motivação como uma fonte de desenvolvimento pessoal

A motivação é considerada pela psicologia como uma fonte de desenvolvimento pessoal. 

Atualmente o grau de dificuldade para motivar uma pessoa se intensificou, devido a perda de uma série de valores, também em função da precária situação econômica em que muitas pessoas vivem, falta de união familiar e social, e, sobretudo, a incerteza do amanhã, que está fazendo aumentar o número de pessoas que desenvolvem ansiedade a cada ano que passa.

No artigo de hoje, iremos tecer maiores informações sobre a importância da motivação e como ela pode ser utilizada a nosso favor, com a finalidade de potencializar o nosso desenvolvimento pessoal. Confira!

Qual é a importância da motivação?

importancia da motivacao

A motivação tem um papel muito importante em nosso comportamento e influencia diretamente a forma de atuação de quem a aceita, como um meio para continuar um caminho com uma visão clara, ainda que as adversidades se apresentem com maior frequência.

Com o desenvolvimento da auto motivação temos em nossas mãos um meio para chegar ao controle, ou diminuir os níveis de frustração provocados pelos agentes externos, principais causadores deste tipo de emoção. Já com relação aos agentes que são internos, o controle que sentimos sobre eles é maior e o grau de dificuldade para obter o controle é menor.

A motivação é, portanto, um termo de desejos e impulsos que uma pessoa sente para realizar uma atividade ou cumprir um objetivo, é um combinação de processos que nos levam a atuar de uma maneira determinada.

Como podemos desenvolver uma auto motivação pessoal?

Nos últimos tempos a área da psicologia discutiu muito esta temática, e descobriu-se que a automotivação nos ajuda, com base em nossos sentimentos, a encontrar soluções de acordo com o nosso sentir. 

No entanto, o mais importante é compartilhar esse sentimento para se conseguir atrair o que se deseja com a ajuda das pessoas que nos rodeiam.

Sendo assim, confira a seguir quais são os principais hábitos que podemos aderir em nossas vidas para aumento da motivação, melhorando sua qualidade de vida e seu bem estar físico e mental:

 

  • 1: Seja consciente do seu estado de ânimo!

 

Todos os dias passam em nossa cabeça milhares de pensamentos, porém nem todos são produtivos. De fato, muitos dos nossos pensamentos nos distanciam de um estado de ânimo saudável.

Para evitar esses pensamentos negativos, e estar mais consciente do seu estado atual, é preciso que aprendamos a praticar a autocompaixão e a dialogar com a prática de atividades físicas que sejam capazes de conectar mente e corpo, como a prática e yoga e mindfulness.

 

  • 2. Dialoga consigo mesma

 

Não aceite a primeira ideia que lhe venha na cabeça como a certa, e que você deve seguir à risca. Cria um diálogo interno, conversando consigo mesma sobre suas emoções e estado de ânimo.

Encontre as razões pelas quais você está sempre motivado e busca uma forma de aderi-las ao máximo em sua vida.

 

  • 3. Assume uma atitude positiva diante de um aprendizado novo

 

Buscar a perfeição em nossas vidas é uma das melhores formas de sofrer a desmotivação.

Não importa o quanto venhamos a nos esforçar, é praticamente impossível alcançá-la, mas se ao invés disso, passamos a ver os nossos esforços como um caminho ao aprendizado, estaremos vendo os nossos erros como uma parte do processo e daremos o primeiro passo rumo a excelência e vida plena de motivação.

 

  • 4. Mude sua atitude diante das suas obrigações 

 

Para trabalhar essa parte, você pode fazer uma lista inserindo as coisas que considera sua obrigação. Você notará que a maioria faz parte de uma rotina que nós mesmos criamos, mas poucas delas são coisas que decidimos pessoalmente fazê-las, o que pode acabar parecendo deveres chatos e odiosos.

Portanto, em vez de “Tenho que…”, diga sempre: “Vou…”, você verá que, pouco a pouco, deixará de ver o que você faz como uma rotina chata e enxergará mais como decisões pessoais positivas. 

 

  • 5. Fortaleça os seus valores

 

Os valores são convicções pessoais que estão arraigadas em nossa conduta e forma de pensar. 

Por cada pensamento desmotivador, deveria existir um valor pessoal que nos equilibra, que nos desse maior motivação e que nos impulsiona rumo as nossas metas.

 

  • 6. Busque, dia após dia a sua excelência 

 

Isso não significa que você deve julgar-se sempre com alto rigor, porque é um caminho longo a ser percorrido e pode ser que leve algum tempo para alcançar a sua meta, fazendo com que acabe desmotivado a maior parte do tempo.

Lembre-se que você não necessita competir com ninguém, o que precisa mesmo é buscar ser um pouco melhor a cada dia, dando passos pequenos em longo prazo faz uma diferença significativa, mais do que andar afobado e sem direção!

 

  • 7. Acredite em si mesmo!

 

Ter confiança em si mesmo não significa crer que é o todo poderoso, mas sim ver com clareza que sempre é possível melhorar e que os objetivos que traçamos, podem ser alcançados com aprendizado, e muitas vezes, cometendo uma série de equívocos, mas sempre mantendo a constância e capacidade de aprender e valorizar o processo mais do que a chegada.

Conclusão

A automotivação nasce em nós mesmos, do nosso interior e de nossa fé em que somos capazes de alcançar os nossos sonhos e demais metas de desenvolvimento pessoal. 

Dando sempre um passo de cada vez, celebre sempre as suas conquistas e sempre tenha claro que em alguns dos nossos planos, o caminho pode ser mais longo do que desejamos, mas que sempre valerá muito a pena se disponibilizar para fazer esta caminhada.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *