Segurança em Indústrias: 5 Dicas Essenciais

A segurança do trabalho é um tema de suma importância a ser trabalhado em qualquer empresa e no artigo de hoje nós iremos falar sobre ela no contexto industrial!

Isso porque, nas indústrias, há sempre várias máquinas, equipamentos e dispositivos funcionando e, para que tudo flua da melhor maneira, isto é, sem acidentes, interrupções ou outros problemas, é essencial se atentar às questões de segurança.

Por isso, no artigo de hoje nós separamos 5 dicas essenciais a respeito de segurança em indústrias. Então continue acompanhando a leitura para saber quais são elas!

obra

Dicas essenciais para segurança em indústrias

1. Treinamentos, capacitações e cultura de segurança

Quando colaboradores sabem o que devem ou não fazer, o ambiente de trabalho torna-se muito mais seguro e responsável.

No entanto, para que isso aconteça, é necessário o investimento em treinamentos e capacitações frequentes para que, em qualquer situação, os profissionais saibam agir e lidar da melhor maneira.

Portanto, é de suma importância que haja um cronograma de treinamentos estabelecido para que os colaboradores da indústria sejam capacitados e saibam o que fazer e quais procedimentos adotar em diferentes situações.

Além disso, é importante criar dentro da indústria uma cultura de segurança, em que todos os colaboradores sejam conscientes, respeitem as medidas impostas, e estejam sempre atentos e preocupados com a saúde e o bem-estar de todos que ali trabalham.

2. Uso de EPIs e EPCs

O uso de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e EPCs (Equipamentos de Proteção Coletiva) é essencial em qualquer indústria. Isso porque, como o nome já diz, eles são responsáveis pela proteção!

Portanto, é de suma importância investir neles para garantir mais segurança aos trabalhadores, isto é, capacetes, máscaras, óculos, viseiras, abafadores de ruídos, mangotes, luvas, botas, cones, placas de sinalização, faixas de segurança, sirenes, alertas, entre outros.

Dessa forma, os colaboradores da indústria estarão muito mais protegidos e ligados contra quaisquer riscos a sua segurança e saúde.

ferragem

3. Respeito às NRs (normas regulamentadoras)

No Brasil, existem diversas normas regulamentadoras que precisam ser seguidas pelas empresas para garantir o bem-estar, saúde e segurança a todos. Sendo assim, é fundamental que as indústrias as respeitem e não negligenciem-as. 

Por exemplo, a sua indústria tem um prontuário de instalações elétricas, seguindo todos os requisitos da NR-10? Ela segue a NR-15 e NR-16 sobre atividades insalubres e perigosas? E a NR-35 a respeito de trabalho em altura?

Se não, é extremamente importante que ela mude isso já e passe a respeitá-las, de modo a garantir mais segurança a todos no espaço de trabalho. E isso nos leva ao próximo ponto…

4. Ambiente de trabalho

Como é o ambiente de trabalho na indústria? Organizado? Limpo? Bem iluminado e arejado? Ou sujo e bagunçado?

Este é um outro ponto importante referente à segurança do trabalho, pois, ambientes que não são adequados para as atividades exercidas pelos colaboradores, tendem a ser “palcos” de acidentes ou até mesmo mortes.

Ferramentas espalhadas, caixas no meio do caminho, objetos fora do lugar, óleos ou outros produtos no piso… tudo isso pode ser um grande risco e custar caro, bem caro para a indústria e a vida das pessoas.

5. Manutenções e condições adequadas

Como estão as manutenções das máquinas e dos equipamentos? As revisões estão em dia? E as condições das ferramentas? 

Esse é um outro aspecto que precisa ser levado em consideração para evitar riscos à segurança dos trabalhadores, porque, com o tempo, é normal que esses itens fiquem desgastados e/ou apresentem falhas.

Por isso, é importante que eles passem por manutenções e revisões regulares e estejam, de fato, prontos para serem utilizados.

O mesmo vale para ferramentas. Por exemplo, um cabo que quebra ou se solta durante o seu uso já pode causar um grave acidente a quem está manuseando-o ou a quem está próximo.

Dicas extras

Por fim, duas dicas extras. Primeiro, faça um levantamento de riscos. Dessa forma, será possível avaliar onde pode haver problemas/riscos e o que pode ser feito para diminuir ou eliminar as ameaças presentes. A prevenção é o melhor remédio.

E segundo, existem alguns programas que são destinados à segurança e à prevenção de acidentes no trabalho como o PCMAT, a CIPA e o PCMSO. Busque saber mais sobre eles!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *